Veja Nossos Projetos

Edifício Parque Avenida

VJR ARQUITETOS executa retrofit e preserva a história do edifício de Afalo & Gasperini

No número 1776 da Avenida Paulista está o Edifício Parque Avenida: a primeira torre edificada pelo escritório Aflalo & Gasperini, em 1965. Com 23 andares, também foi o primeiro edifício a apresentar a linguagem da grelha estrutural, através de uma trama horizontal e vertical em sua fachada. Com cor avermelhada e forma diferenciada, com base um pouco maior do que seu topo, o Edifício Parque Avenida é uma obra urbana bastante marcante.

 

Por ser um condomínio comercial que contém diversas empresas como bancos, escritórios de advocacia, escolas preparatórias, editoras entre outras, e por se tratar de

uma edificação com mais de 48 anos de construção, se fazia necessário a modernização

da recepção, ao lado da garagem.

 

A VJR ARQUITETOS, na primeira fase, recebeu o desafio de realizar um retrofit na recepção dando fim ao aspecto de estacionamento. Tanto a recepção como o estacionamento compartilhavam do mesmo subsolo. Foi feita uma revitalização do

ambiente preservando suas características. Na entrada do edifício as divisórias de vidro piso teto deram lugar a parede de alvenaria revestidas de mosaico de pedras em Travertino Romano entremeado com painel de casca de coco. O balcão da recepção foi

executado em novo formato retangular posicionado na entrada do corredor principal com revestimento em travertino romano.

 

Na área do balcão para dar maior profundidade ao ambiente foi criado um painel de espelho quadriculado entremeado com painel de casca de coco, também quadriculado. No piso de granito ju Paraná foi criado 03 requadros de pedra marrom café acompanhando as 03 sancas de gesso rebaixadas no forro de alumínio quadriculado anodizado branco. A iluminação nas sancas em spots com lâmpadas Par 20 e Ar 111 deu ao ambiente o equilíbrio e a leveza necessária a um ambiente onde transitam mais de 3.000 pessoas por dia.

 

Na área de treinamento o revestimento em painéis de MDF deu continuidade ao conceito estético já estabelecido. A iluminação indireta criou no ambiente a sobriedade

necessária. No corredor o desafio era transformar as divisórias de vidro que davam total visão ao estacionamento em uma área agradável e ao mesmo tempo com integração estética com a recepção e a área de treinamento. Como solução, foi criado o revestimento do corredor em painéis de MDF almofadados intercalados com fotos nas dimensões de 4,50m x 2,35m, formando uma galeria do tempo da Avenida Paulista com fotos desde 1902. O uso de grandes painéis com fotos antigas da região resgatou a memória do bairro além de homenagear a cidade de São Paulo e o próprio edifício.