Veja Nossos Projetos

Paisagista cria jardins que contam a história do Universo

O Terraço Black Hole mostra uma metáfora simulando a dobra do espaço e do tempo no vórtice em torno de um buraco negro

A arquitetura, assim como algumas outras áreas de criação, nos possibilita contar histórias e nos submete a algumas reflexões. Charles Jencks é um teórico de arquitetura americano, paisagista e designer que ganhou destaque como paisagista, fazendo verdadeiras obras de arte inspiradas por fractais, genética, teoria do caos e sólitons.

Charles ganhou uma grande legião de fãs graças a uma obra inovadora, chamada de “The Garden of Cosmic Speculation” (“O Jardim da Especulação Cósmica”, em português.), que fica na Escócia. Com 25 jardins diferentes, o complexo representa a história da formação do Universo.

O jardins se distanciam do paisagismo tradicional por não serem somente bonitos, mas por provocarem a reflexão sobre a natureza de todas as coisas. O presente ocupa a parte mais alta da área. Conforme descem os degraus, os visitantes vão em direção ao passado, ao mesmo tempo que aprendem sobre 13 bilhões de anos de evolução cósmica. Uma cascata conta a história do universo, um terraço mostra a distorção do espaço-tempo causada por um buraco negro, um “Quark Walk” leva o visitante a uma viagem para os menores blocos de construção da matéria, e uma série de acidentes geográficos e lagos lembrando geometria fractal.

Por ser uma propriedade privada, o jardim é aberto à visitação só uma vez ao ano e o dinheiro arrecadado é doado para o Maggie’s Centres, uma instituição que ajuda pessoas com câncer e que foi construída em homenagem à última esposa de Jencks — Maggie Keswick Jencks.

Veja algumas das composições dos jardins: