Veja Nossos Projetos

The Manta, o dormitório subaquático / Genberg Underwater Hotels.

Do arquiteto. Imagine-se encapsulado dentro de uma bolha azul turquesa, observando cardumes de um recife nadando preguiçosamente - às vezes em três ou quatro camadas de diferentes espécies.

Esta é a emocionante experiência do dormitório subaquático. A estrutura flutuante, de engenharia sueca, oferece três níveis, aqueles acima da água são revestidos em madeira de lei local, e cada um é uma vivência única.

O convés de desembarque, ao nível do mar, tem uma área de estar e um banheiro. Uma escada leva até a cobertura, que tem uma área de descanso para desfrutar do sol durante o dia e deitar-se na luz das estrelas e admirar a extraordinária clareza delas pela noite, tudo visto sem qualquer poluição luminosa.

Em seguida, no pavimento inferior, há uma cama de casal cercada por painéis de vidro que proporcionam quase 360º de visualização, observando os cardumes de peixes e requintados indivíduos. Alguns fixaram residência em volta da sala, o que lhes confere alguma proteção contra a predação. Por exemplo, três peixes morcegos e um peixe trombeta chamado Nick que está sempre nadando e aparentemente olhando.

À noite, os holofotes subaquáticos abaixo de cada janela ao redor da sala atrai os mais tímidos e os mais incomuns. Um coral já está se estabelecendo nas linhas de ancoragem e ao redor da estrutura subaquática.  Um polvo e outras espécies já foram vistos anexando-se aos painéis de vidro. Os habitantes do recife simplesmente não conseguem resistir a atração, o que torna a observação emocionante e uma experiência única.

Fonte: Archdaily